Projeto
Pesquisa de Recursos para Inovação
Projeto
Pesquisa sobre polímeros

Inteligência de Mercado

A busca de patentes como ferramenta estratégica na inovação empresarial

2014 | Artigo

“Patentear ou não patentear, eis a questão”. A frase parodiada traduz de forma bem humorada qual decisão tomar ao término do desenvolvimento de um novo invento. Patentear é a decisão correta para proteger as invenções, pois a inovação somente se realiza no mercado, sendo rapidamente copiada pela concorrência. Ou seja, é muito comum proteger invenções que não serão inovações, mas se forem, todo esforço valerá a pena.

A indagação parodiada faz sentido para a grande maioria das micros e pequenas empresa, que na maioria das vezes possuem um ciclo de vida do modelo de negócio muito menor que a validade de uma patente (vinte anos). No entanto, as empresas que protegem seus inventos tem garantido resultados importantes para a construção de um futuro de longo prazo.

Contudo, não importa o porte da empresa quando se trata de inteligência de mercado. Através da busca de patentes é possível obter informações tecnológicas e tendências de desenvolvimento que garantem o sucesso de qualquer negócio, seja para o futuro ou o agora.

De forma objetiva, a busca de patentes permite três estratégias: não inventar a roda, aprender com o erro dos outros, e reduzir custos de desenvolvimento.

Evite a miopia de desenvolvimento. Por não enxergar no entorno a organização pode pensar que está inventando a roda.

Verifique as empresas que mais depositam patentes sobre determinada tecnologia. Conhecer e entender a estratégia dos pioneiros, e não apenas dos imitadores. Normalmente, o bom imitador copia para melhor, mas existem muitos que imitam para pior.

Relacione depósitos de patentes com o lançamento de produtos. É incrível perceber como muitas vezes o público ou mercado não está preparado para receber determinada tecnologia. Aprenda com o erro dos outros.

Levante uma lista de tecnologias e produtos para licenciamento. Imitar pode sair caro, pois o desenvolvimento de um produto não está centrado apenas na reengenharia. Então licenciar pode ser uma alternativa para economizar em muitas outras dimensões, como: marketing, legislação e regulamentação.

 

 

 




TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © raphaelcardoso.com
Para uma melhor
visualização rotacione
seu dispositivo.