Projeto
Agente de Inovação
Projeto
Plano de Inovação Empresarial

Design, inovação e sutentabilidade

Uma reflexão sobre a prática da sustentabilidade no mobiliário doméstico

Inovação no Design é uma dissertação para título de bacharel em design industrial com habilitação em produto. Foi realizada no Centro Universitário SENAC, sob a orientação da Prof.a Cyntia Malagute. O objetivo foi realizar uma investigação sobre a inovação no design, utilizando a temática da sustentabilidade no mobiliário doméstico. Os resultados apontaram para o home office como o ambiente com mobiliário mais problemático, e o plástico reciclado como alternativa de matéria-prima.

Inovação no Design

Trabalho de conclusão de curso para titulo de bacharel em design industrial, realizado no Centro Universitário SENAC.

Apesar do universo representativo de entrevistados ser considerado pequeno (63 pessoas), a pesquisa revelou um cenário atual confirmando muitas das tendências abordadas no questionário, como: sustentabilidade, ascensão de classes, imóveis residenciais menores, casais sem filhos e com renda dupla, pais separados e profissionais que trabalham em casa com o auxílio da internet.

A amostragem se configura da seguinte forma: 33% dos entrevistados trabalham em casa; 38% trabalham em área comum, ou seja, compartilham do ritmo do ambiente doméstico no horário de trabalho; 75% compartilham sua residência com 3 até 5 pessoas; 50% tem problema de falta espaço na residencia.

Questões críticas foram apontadas pela maioria dos entrevistados, como a expressiva inadequação da mesa de computador, tanto para sua função prática quanto estética. Grupos representativos revelaram necessidades específicas em contextos de usos e ambientes, por exemplo, pessoas que exercem atividade profissional em casa em ambientes polivalentes.

A pesquisa apontou que o ambiente do escritório tem o maior índice de insatisfação com relação ao mobiliário residencial. Entre os dezesseis móveis sugeridos na pesquisa com problemas relacionados às funções prática e estética, não por acaso, a mesa de computador obteve maior ocorrência de problemas, representando mais que o dobro em relação aos outros móveis.

De uma forma geral este cenário reflete uma situação muito inadequada para o ambiente de home office, onde a premissa é o rendimento da atividade. Este tipo de móvel é tratado dentro de um contexto mais amplo, integrando uma estação de trabalho, que pode ser composta por uma grande quantidade de itens, como mesa, cadeira, estante, gaveteiro entre outros móveis.

De acordo com a pesquisa há total aceitação pelo publico para o uso de materiais reciclados em móveis. No entanto, há uma clara resistência com relação a qualidade estética destes materiais, que pode ter duas origens, descritas a seguir. Na primeira como simbólica, em que o usuário associa a qualidade do material ao lixo, causando aversão em algum nível de valor. Na segunda como ambiental, pois a aparência do material reciclado pode contrastar demais com outros móveis, por exemplo, descaracterizando uma decoração.

 

Documento na íntegra.

 




TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © raphaelcardoso.com
Para uma melhor
visualização rotacione
seu dispositivo.