Projeto
Workshop de Modelagem de Negócios
Artigo
Inovação com Design

Mentoria no Global Goals

Empregos dignos e crescimento econômico

The Global Goals é uma ação mundial que propõem um conjunto de dezessete metas, estipuladas pelas principais instituições mundiais preocupadas com o desenvolvimento sustentável, são algumas delas: Unicef, Global Citizen, ONE, Design for Change e UNDP. Em Santa Rita do Sapucaí o Projeto Casa Viva do Inatel, Liga Vesátil Li.V.E, DágoraCO.Criar e Atta se reuniram para concretizar a meta 17. Parceria pelas Metas e viabilizar o evento que contou com a participação de 16 mentores e 64 adolescentes que formaram grupos e desenvolveram projetos para cada meta. Participei como mentor da Meta 8. Empregos Dignos e Crescimento Econômico, e criamos o projeto O Guia Histórico de Santa Rita do Sapucaí.

Em 25 de setembro de 2015, 193 líderes mundiais vão se comprometer com 17 Metas Globais para alcançar 3 objetivos extraordinários nos próximos 15 anos. Erradicar a pobreza extrema. Combater a desigualdade e a injustiça. Conter as mudanças climáticas. As Metas Globais podem fazer isto. Em todos os países. Para todas as pessoas.

 

Projeto Guia Histórico de Santa Rita do Sapucaí

É comum chegar em uma cidade para turismo ecológico, negócios ou lazer e não conhecer ninguém que possa apresentar os principais pontos turísticos, comércios e serviços. Essa necessidade que todo turista possuí é uma grande oportunidade para cidades que gostam de receber bem, mas também é um desafio para as que possuem restrições em infraestrutura turística.

O projeto o Guia Histórico de Santa Rita do Sapucaí cumpre com a meta global de empregos dignos e crescimento econômico através de duas oportunidades. A primeira, fomentando as atividades turísticas e provendo informações históricas relacionadas a cidade. Pois, o turista bem informado possui autonomia e está mais suscetível a distribuir renda pela cidade. A segunda, gerando oportunidades de trabalho para adolescentes e jovens, possibilitando a família do jovem complementar sua renda e deixar a zona de risco social na qual criminosos costumam se aproveitar.

“Meus amigos tem videogames, roupas e outras coisas que vejo apenas na televisão. E normalmente meus pais não possuem dinheiro para comprar todas essas coisas. Se eu pudesse trabalhar quando eu quisesse para poder juntar dinheiro seria muito legal.” (Depoimento)

Pensando nisso que a equipe formada pelos jovens decidiram criar um modelo de negócio chamado O Guia Histórico de Santa Rita do Sapucaí. E que funciona através de um aplicativo de celular e com o apoio do Projeto Casa Viva, Polícia Municipal e dos comerciantes locais.

Na proposta o Projeto Casa Viva, através de uma parceria com pedagogos e historiadores, faria a seleção e capacitação dos Guias Históricos. Sendo este projeto um instrumento de apoio para jovens que se encontram em risco social pela falta de renda familiar. Após receber o treinamento e devidas orientações o Jovem Guia entra no sistema e poderá receber solicitações de turistas para monitoria e orientação.

Algumas recordações.


 

Funciona assim…

O turista chega no hotel da cidade e vê um display dizendo: “O wifi deste local é um oferecimento do Guia Histórico de Santa Rita do Sapucaí. Chame um Guia para conhecer a cidade! Baixe o aplicativo”. Ao baixar o aplicativo o turista assiste a um vídeo explicando o serviço, que diz: “Através deste aplicativo você pode chamar o seu Guia, agendar e contratar o serviço. Você vai receber um manual sobre a cidade, brindes, orientações sobre diversas atrações e fazer um passeio pela praça principal da cidade conhecendo um pouco da história de Santa Rita do Sapucaí”.

1. Wireframe das telas do aplicativo. 2. Mapeamento do trajeto.

Ao contratar o serviço o aplicativo contata o primeiro Guia que se encontra em uma fila de espera, e que recebe uma mensagem pelo celular para comparecer ao trabalho. Se por algum motivo o Jovem Guia não puder comparecer pode rejeitar o convite, que segue automaticamente para outro Guia. Ainda, se por acaso o Jovem Guia não responder, o convite é repassado automaticamente para outro Guia em até 3 minutos. Dessa forma, o turista nunca é deixado de ser atendido, e o Jovem Guia possui total flexibilidade para atender ou não.

A maior parte do valor captado será destinado para o Jovem Guia. A outra parte para cobrir custos com confecção de materiais, distribuição de wifi, capacitação de aspirantes a Jovens Guias. As despesas administrativas serão financiadas através de anúncios em diversos formatos de mídias e que estarão disponíveis em aplicativos, uniformes dos Guias, material impresso, site, brindes, redes sociais e etc, beneficiando diretamente o comércio local.

A segurança do Jovem Guia é muito importante, e por isso todo o trajeto de apresentação histórica será monitorado por câmeras de segurança, além de uma provável parceira com a policia municipal para capacitar os Jovens Guias em situações imprevistas de primeiros socorros e identificação de situações de perigo.

Se interessou pelo projeto? Gostaria de nos ajudar a implementá-lo?




TODOS OS DIREITOS RESERVADOS © raphaelcardoso.com
Para uma melhor
visualização rotacione
seu dispositivo.